Notícias, artigos e opiniões

Um novo milagre econômico brasileiro?

Publicado no portal Brasil 247, 13/08/2012

Por Jean-Jacques Gaudiot, consultor em estratégia internacional

Voltei faz pouco tempo de um mês de viagem pela Europa. Uma Europa em crise, dizem os jornais. Vi os restaurantes lotados e as lojas cheias, e não somente com turistas brasileiros. A impressão global é que a crise é ainda muito relativa, e que a retomada econômica fica na esquina.

Espantei-me também quando passei pelas lojas e pelos supermercados. O nível de preços é mais ou menos duas a três vezes menor do que aqui no Brasil, quer seja por carne, restaurantes e vestiário.

Andei de carro pela França e pela Itália. As estradas são verdadeiros tapetes, apesar de ser locais onde os invernos rigorosos passam por vários ciclos de gelo/desgelo, uma verdadeira máquina natural para quebrar revestimentos.

Enquanto aqui, em Pernambuco, onde as temperaturas anuais oscilam entre 25º C e 30º C, estamos dirigindo entre numerosos buracos. A conclusão é clara: as empreiteiras, no Brasil, usam materiais de qualidade inferior, para baixar os custos. E provavelmente entregando os contratos com um preço maior das obras da Europa.

Provavelmente veremos depois os próprios réus aparecerem diante das câmeras de televisão, junto com as esposas e os filhos, chorando publicamente diante de tamanha injustiça. Eu estou sonhando, um sonho talvez infantil: fico com a esperança que um deles, finalmente vai demostrar dignidade, responsabilidade e maturidade e se levantar para dizer “Sim, sou culpado, pagarei pelos meus erros e peço desculpas à sociedade brasileira”. Continuo sonhando até agora…

Essas considerações político-econômicas me levam a acreditar que sim, estamos vivendo uma boa fase de desenvolvimento econômico, porém é ainda um milagre. Crescimento sem uma classe política com honestidade e valores é como uma casa sem fundações: pode erguê-la, mas a primeira tempestade a derrubará.

E os Brasileiros merecem melhores políticos, pois hoje são melhores que esses políticos. Basta assistir aos Jogos Olímpicos onde um dos nossos atletas ganhou o ouro nas argolas, enquanto treinou com muito menos apoio que seus grandes rivais internacionais. Ou, quando as jogadoras de volley ball conseguiram anular seis match points contra as favoritas Russas.

Em ambos os casos, não é milagre: é talento, dedicação e muito, muito trabalho. Esse é o Brasil que vai transformar o milagre em realidade.

Jean-Jacques Gaudiot é consultor internacional e sócio da EZreport

Voltar à página de artigos e opiniões